quinta-feira, novembro 16, 2006

Dessa vez, a página da HQ secreta está cortada para não revelar detalhes comprometedores - no caso, o jovenzinho é o amante do velhote. Aí já viu, né?



Rushmore

Não sei por que eu me preocupo com isso, mas lá vai.

Os americanos deveriam esculpir um novo Monte Rushmore. Não que eles devam dinamitar os rostos dos quatro presidentes que lá estão retratados, mas construir um novinho em folha, em algum outro lugar, com novas caras.

Os quatro presidentes esculpidos na rocha são o general Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln. Dois presidentes do século 18 e dois do século 19. Não sei qual o critério de escolha, pois à exceção de Washington - fundador da coisa toda e Lincoln - um estadista inquestionável; os outros dois podem ser passíveis de críticas. O fato é que o negócio colou.

Minha proposta é que os americanos esculpam ( desculpe o palavrão ) o rosto de quatro novos presidentes, mas dessa vez contemplando o século 20. Aí é que a coisa pode complicar.

Provavelmente vocês hão de concordar que o rosto do Franklin Roosevelt - sobrinho do Ted - e o do Jonh Kennedy sejam unanimidades. E os dois que faltam?

Já tenho minhas escolhas - acreditem ou não, eu faço um rascunho mental do post antes de publicá-lo. E minhas escolhas caem, só pra polemizar, nos rostos do Nixon e do Reagan. Não falei que a coisa ficaria quente?

Nenhum dos dois é modelo de virtude, mas ora diabos, quem disse que o fator de escolha foi o caráter? Atire a primeira pedra... O caso aqui é importância histórica, e se seu mandato foi importante - positiva ou negativamente - para o país e para o mundo. O Nixon atolou os EUA na Guerra do Vietnam mas foi no seu mandato que a Apolo 11 chegou à Lua. Aliás, a meta de chegar à Lua antes do fim da década de 60 foi proposta pelo eterno rival do Nixon, Jonh Kennedy. Seria uma fina ironia do destino se os rostos de ambos estivessem lado a lado, impressos no granito por toda a eternidade.

Sobre o Reagan não há muito o que se questionar. Invasão de Granada, intromissão nos assuntos da Nicarágua e a cereja do bolo: a criação de Saddam Hussein e Bin Ladem. Ele foi um presidente importante e que exerceu dois mandatos. Acho que sua cara impressa na rocha diz mais sobre o século 20 que a face de digamos, Jimmy Carter.

E o Brasil?

Os presidentes do Brasil foram todos eles ditadores, caudilhos, marechais, entreguistas, golpistas, serviçais, criminosos, omissos, néscios ou simplesmente; ladrões. Um ou outro foi eleito pelo voto popular e a História lhe fará crédito.

Se não tivermos mais nada o que fazer, e for muito complicado construir uma pirâmide; proponho que o Pão de Acúcar no Rio de Janeiro seja escanhoado e nele sejam esculpidas as faces de Deodoro, Getúlio, Juscelino e Collor de Mello. Se a obra não atrair turistas ou então o respeito do povo, será pelo menos um belo alvo para bazucas.

2 Comments:

Blogger Edge said...

Colocar o Nixon é pesado hein? :)
alias tu, que manja do assunto mais que eu pode dizer, foi o governo nixon que lancou a apollo 11, mas foi o Kennedy que quebrou a inercia: colocaremos um americano no espaco em menos de 10 anos! e todo mundo riu dele.

(putz, piada nescafe - instantanea
- e colocarei 3000 em um dia - disse Bin Laden)

7:01 PM  
Blogger Hemeterio said...

Coloquei o Nixon pois ignorá-lo é ignorar a História, goste-se ou não (eu não) dele.

É o mesmo que deixar de lado o Hitler na História da Alemanha. Aliás, eles tentam, parece que houve um hiato de 20 anos quando se fala da Alemanha do seculo 20.

7:11 PM  

Postar um comentário

<< Home