segunda-feira, outubro 30, 2006

Mais um trecho da HQ secreta, mas com uma novidade: segue junto meu mapa de desenho.

Depois de ler o roteiro, decupo a cena no que couber numa página. Esse esboço é feito numa folha de papel pequena, um A4 dobrado. A coisa funciona como um mapa no qual vejo como a cena tem que ser desenhada, para em seguida, transcrever o mesmo enquadramento para outra folha de papel no traço definitivo.

A arte final é feita numa folha de A3, dividida em três faixas iguais. É essa tira, já desenhada, que postei em seguida.

O mapa também é útil na hora da montagem final, pois ele é mais fácil manusear e também contém as indicações dos balões de texto. No exemplo abaixo, censurei o que o sujeito está dizendo, pois isso poderia denunciar a história toda e vocês sacariam que tudo versa sobre a adaptação em quadrinhos de Marimbondos de Fogo. É ruim, hein?

Como podem ver pelo mapa, estamos na página 18 do capítulo 7. Falta pouco.



quinta-feira, outubro 26, 2006

Ao contrário do que a imagem abaixo sugere, a HQ secreta não é uma biografia do Gonzaguinha. Tampouco uma homenagem ao Júnior, lateral do Flamengo e da seleção de 82.



O trabalho está indo bem mas é estafante. Ok, ok, admito que meu trabalho é muito mais mole que o de um estivador ou o de um ator pornô, mas tenho lá minha cota de sacrifício. No entanto, o resultado é mais gratificante e perene que a profissão desses meus colegas. Uma vez a HQ pronta, ela será virtualmente eterna - isso se os livros não forem queimados em praça pública, é claro, e se forem bem preservados.

terça-feira, outubro 24, 2006

A diversão da casa

Esses dois aí são a Vivizoca e o Bart, o casal de lhasa apsos do meu irmão. Minha cunhada pediu esses desenhos para fazer uns bordados pro enxoval do baby, pelo que entendi.

A Vivizoca é muito mais bonita pessoalmente. Uma lady. Na época do cio, meu irmão despacha a bichinha pra casa da mamãe, pois o Bart não perdoa. O problema é que na casa da mamãe já vive o Floco, o poodle castrado mais fofo do mundo. Mesmo sendo emasculado, a beleza da VZ é tão impressionante que ele não resiste, apesar de não saber bem o que está fazendo.




A graça da história é que o Floco resolve o problema da VZ, se é que você me entende, mas de uma forma inofensiva, já que ele não pode gerar nada, nem calor.

Curiosos? Pois assistam a performance invejável do Floco e da Vivizoca nesse vídeo que eu fiz, pra lá de hardcore!! Com a participação especial na locução da minha vó, minha irmã e da mamãe, vejam que família liberal...

http://www.youtube.com/watch?v=VuCBBK16v3k

segunda-feira, outubro 23, 2006

As páginas desenhadas da HQ secreta são guardadas em colecionadores de plástico, quando em seguida são scaneadas e editadas. Cada pasta guarda um capítulo inteiro, e temos até agora sete delas.

Compare o desenho com o tamanho de um cd. Os desenhos são feitos numa folha de A3, mas serão impressos num formato bem menor, claro. A redução permite um aumento da qualidade do produto final, pois posso desenhar mais detalhes sem precisar de canetas ultra finas nem de lupas poderosas.

quarta-feira, outubro 18, 2006

Mais um trechinho daquela HQ secreta. Isso é uma revolução, baby!


O ministério das HQ´s adverte: ouça essa história ao som do Yield do Pearl Jam.

terça-feira, outubro 17, 2006

Semana passada terminei esse cartão/convite de aniversário. Obviamente troquei os nomes e endereços para não dar bandeira, mas a essência foi preservada. Que tal, lhes apetece?



A coisa começou no blog do Benett. Ele bolou uns nomes engraçados, tipo Bráulio Faria Filho, Albino Negrão, Caio Barros do Rêgo e a coisa continuou pelos comentários afora. Bolei uns também e concordo com a opinião geral dos comentaristas que o negócio é viciante. Aqui vai minha modesta contribuição ao bestiário:

Adolpho Dias (ator pornô)
Oscar Bono (químico)
Mateus Coelho (ecoterrorista)
Carlo Prado (diretor do hospício)
Meg A. Senna (sortuda)
Ed Estrada (viajante)
Eva Gaba (freira)
Marcus Souto (pederasta presidiário)
Allan Tejoula (carnavalesco)
Alan B. Rola (artista plástico)
Alberto Leite (fiscal da fazenda)
Arthur Bina (piloto de jato)
Janus Penteado (cabeleireiro)
Arthur Dido (louco)
Juan Russeau O. Pinto (toureiro)
Míriam Tenada (formadora de opinião)
Napoleão Manso (corno)
Oscar Alho (mestre-cuca)
Michael Caine (ator e contraventor)
Aldo Pado (vacilão)
Ágata Borrada (editora)
Dalva Dias (corista)
Chico Oco (ator e cacófano)
Jéssica Alba Troz (atriz bunduda e canastrona)
Beto Mate (ator italiano)
Ide Robalo Please (banqueiro)
Kensy Ford (barbeiro)
Earl Doe O´Neal (mímico)
Duncan Neco (desenhista)
Ingmar Mota (blogueiro)

segunda-feira, outubro 16, 2006

Desenho para uma cartilha do BN, sobre segurança corporativa, blá, blá, blá, Napoleão, blá, blá, blá, Whiskas sachê, blá, blá, blá. Não sei quanto a vocês, mas eu adquiri uma tara danada por essa paulistana de voz grave, do comercial da Whiskas! O gato dela eu mandava empalhar, mas a dona...

sexta-feira, outubro 13, 2006

Terminamos a cartilha da Funceme. Hoje entrego o DVD com o material para impressão e espero que ocorra tudo bem, se não houver alterações. Abaixo, mais um trechinho.

quarta-feira, outubro 11, 2006

Quem consegue ver que desenho é? Os ursos descobriram em dois minutos.

terça-feira, outubro 10, 2006

Abaixo, trecho de uma cartilha para a Funceme, que já está quase ficando pronta.

Curioso essa vida multitarefa. Acho que a grande parte dos desenhistas do Brasil age da mesma forma, ou seja: a labuta diária sustenta o sonho. Tenho que terminar os trabalhos que garantem o larjã do dia-a-dia, mas o sonho - no caso, aquela HQ secreta - é a prioridade real. Mas não dá pra se dedicar só a ela, não é mesmo?

O Drummond escrevia suas coisinhas e nunca largou o funcionalismo público. O mesmo se deu com Einstein - queime no inferno por se comparar aos dois! - que publicou a Relatividade Restrita enquanto era um obscuro funcionário do registro de patentes de Berna. E assim, vamos tocando o bonde...

segunda-feira, outubro 09, 2006

Fatman II

Existem poucas vantagens em ser gordo. A grande vantagem, no meu caso, é que as minhas clavículas não aparecem. Vocês não se incomodam com a visão de ossos humanos embrulhados em pele? Eu sim. Outra pequena vantagem é o isolamento térmico. Mesmo aqui no Ceará, cuja calefação foi feita pelo mesmo fornecedor do Inferno; não suo em bicas como poderia parecer. E o oposto acontece: o frio também não me atinge, pelo menos do ameno inverno brasileiro.

Na iconografia medieval, os diabos eram sempre magros, e os anjos e santos, gordinhos. Por muito tempo, o visual de deusa da fertilidade, cheia de banha e celulite era o padrão estético da arte. Mesmo hoje, com esse bombardeio anoréxico pela mídia, um fat boy slim ainda é visto com simpatia. Sem falar nos musos gordos, como Jack Black, Kevin Smith e o Patrick de Bob Esponja.
O próprio Jesus Cristo, se fosse um líder gordo, talvez não teria sido crucificado, pois não ia haver cruz que agüentasse. Teriam que pregar o sujeito numa trave de futebol, o que não seria uma visão inspiradora nem pia. O fato é que se ele fosse gordo, talvez os romanos tivessem apenas metido-lhe o açoite e o soltassem em seguida. Hoje, quem sabe, ainda estaríamos adorando os divertidos deuses gregos, que ninguém nunca levou mesmo muito a sério.

Veja o caso de Hitler e Churchill, os dois grandes personagens da Segunda Guerra, antagônicos até no porte físico: um era magro e irritadiço, ao passo que o outro, gordo e bonachão, era a simpatia em pessoa. Um Hitler gordo talvez estivesse tão entupido de serotonina, que deixasse pra lá esse papo da tanta zanga. Pelo menos os discursos seriam mais amenos, pois um gordinho sempre precisa de pausas ofegantes para respirar. Ou para deglutir um doce.

Nos períodos de fome e escassez, um líder magro como a morte pode até colar sua fisionomia grave à gravidade da situação, não sei, mas gente como o Lincoln me vêm à mente. Nos períodos de fartura, não necessariamente um líder gordo entra em cena, pois na política, assim como na publicidade, é difícil vender um gordo, a não ser como cômico. Mas é indubitável que é mais fácil engolir as falcatruas de governantes gordos e simpáticos, como o Lula e o Nikita Kruschev, só pra ficar em dois exemplos.

Falei há pouco da publicidade. Quem não se lembra de um comercial antigo das motos Honda, em que um gordinho cantava: eu acordei, me levantei, e depois dormi, oh yeah? O fracasso, nesses tempos estranhos, é associado com a gordura, e a magreza, ao sucesso. E aqui, apelo de novo para a memória de vocês, para um outro comercial recente, dessa vez do Unibanco. Nele. é mostrado um jovem magro e esbelto na forma de desenho animado, onde tudo dá certo pra ele. Até sua jovem esposa é magrinha! E falando em bancos, os comerciais do Itaú, também em desenhos animados, mostram o gerente de um banco rival como um gordo de barba por fazer, suado, e que trata mal o desenho do dinheirinho, que entra caminhando na sua agência. Coincidência?

Ah, o gordo também é o contraponto cômico ao herói magro, como no caso de Sherlock Holmes e do Doutor Watson, ou em Dom Quixote e Sancho Pança. Ou então, no caso de Phileas Fogg e Passe-Pateau, Zorro e sargento Garcia e Batman e chefe O´hara. Os vilões, em compensação, são magros como o Coringa, Bin Laden, Drácula e Odete Roitman.

Resumindo, os gordos herdarão a Terra. Obviamente que o mundo vai se acabar numa grande fome mundial, e nós, os acumuladores naturais de gordura, enterrarão os fastiosos. E ainda ficaremos com um belo corpinho sarado, depois de meses sem comer direito. A todos esse magrelos zipados, minhas condolências. E torta de colesterol e a vossa mãe.

quinta-feira, outubro 05, 2006

Outro trecho da HQ secreta. Temos 144 páginas desenhadas, só faltando o texto, que será colocado de uma vez em dezembro.



O ritmo de feitura é de uma página por dia, mas isso é mais uma necessidade que um mérito: se assim não for, não dá tempo. Em dezembro próximo, o projetão completa 2 anos! Apesar de que não há pressão da editora para que se termine logo, acho de bom alvitre que se cumpra o prazo, que diga-se de passagem, fomos nós que demos. Tá indo tudo bem.

terça-feira, outubro 03, 2006

Esses dias têm sido corridos, pois estamos nos finalmentes daquela HQ secreta. Besides, não posso descuidar dos bicos, macacos, trampos, trabalhos e convites que pintam, pois dessa forja do dia a dia é que ganho o da cerveja. Então, ando ocupadaço. E cansado.

Não tenho postado meus textos mas assim que der, vou colocá-los aqui, ok? Anoto na agenda os temas que vão pintando, e essas idéias maturam até que eu possa escrevê-las. Enquanto isso, vejam que coisa ousada: publiquei uma página interia da HQ secreta para que vocês possam ver a quantas anda. Não havia colocado nada antes pois os desenhos poderiam entregar a história, e considerei esses aqui inofensivos para a trama. Que tal, young fellows*?



* Angel Villa está fazendo Yázigi.

segunda-feira, outubro 02, 2006

Vinde a mim

Taí um bom uso para um barranco calcinado. Nenhuma grama crescia nas encostas desse viaduto, e o mato que eventualmente vingava morria depois, tostado pelo sol. Aí o governo resolveu ladrilhar tudo e escrever em letras ciclópicas: CEARÁ TERRA DA LUZ.

Calhou que o viaduto fica no acesso ao aeroporto, então, essa jogada também serve de boas vindas e até logo para quem vê de cima. Não duvido nada que na próxima atualização do Google Earth essa marmota apareça. E se eu tiver sorte - estando no momento certo na hora certa -; posso até ter sido fotografado também.

Take a look.