segunda-feira, junho 04, 2007

Dia desses eu troquei dois e-mails com o Daniel Lafayette, CEO do Dr. Zigoto, um blog de fino humor. A gente comentava sobre um sujeito chamado Gary Larson, e no quanto um livro dele em particular foi preponderante em nossas carreiras ( ha ha ha! ) como desenhistas.

O que ele disse serviu pra mim. Há uns vinte anos (!), eu passei numa banca e comprei esse livrinho, pirei e decidi fazer um também. Depois, publiquei meu primeiro livrote de desenhos e esse livro do Gary foi minha inspiração e Marco Zero profisional. Guardo ( mal ) o livro até hoje.

E taqui o responsável, a culpa também é dele!



Daniel, esse é o mesmo livro que você viu? Deveriam prender esse cara por aliciamento de jovens!



To the caractere´s foot

O Millôr tem uma série famosa chamada The Cow Went To The Swamp, em que ele traduz ao pé da letra expressões e gírias brasileiras para o inglês. Resolvi imitá-lo descaradamente, mas traduzindo expresões corriqueiras aqui do Ceará para a língua de George Bush.

Obrigado ao Olinto pela consultoria graciosa.

...---...

É muita marmota!
it's too many woodchucks!

Dormir até o cu fazer bico.
To sleep till the ass makes a beak.

Encher o rabo de cana.
To fill the tail with sugar cane.

Botar boneco na rua.
To put a doll on the street.

Dar uma com a doidinha
To give one with the little crazy girl.

A mulher deu um nó no pau dele.
The woman tied a knot in his stick.

Ele cagou o pau!
He shat the stick!

Ela não tem um pau pra dar em doido.
she doesn't have a stick to give a crazy man.

É muito cu doce!
it's too much candy ass!

Levar umas cabeçadas no céu da boca.
To get some headbutts in the sky of the mouth.

Aquilo ali é um soin?
Is that over there a little dream?

Vá encher o cu de rola!
Go fill the ass with doves!

Rebole no mato.
Shake it in the woods.

Meta-se com sua vida!
Fill yourself with your own life!

Queima, raparigal!!!
Burn it, whores!!!

É o novo!
It's the latest!

Aí dentro, negrada!!
Inside there, black fellas!

Ele é um tamborete de forró.
He's a drumette of for all.

Não tem o que um periquito roa.
It doesn't have what a parakeet gnaws.

É um liso!
He's a smooth!

Vai te lascar, abestado!
Go chip yourself, crossbowman!

Vá pegar o beco!
Go get the alley.

Capei o gato!
I castrated the cat.

Escapei fedendo!
I escaped stinking.

Tô que não passa um prego.
I'm so that it doesn't pass a nail.

Reprovado no teste da goma.

Failed the flour test.

É um corno feladaputa!
He´s a horn sonofabitch!

Ele é um bafo de gala!
He´s a cum´s breath!

Ai, da Base!!
Aw, of the Base!!

É um carga torta.
He´s a load pie.

Comi o mudinho!
I ate the little mute!

Deu até sair sangue.
Gave till the blood came out.

Pode ser ou tá difícil?
Could it be or is it difficult?

Todo castigo pra corno é pouco.
All punishment for horn is little.

Tudo é gasto!

It's all expenses!

12 Comments:

Blogger Zarastruta said...

Hemé,

Parece as traduções destes programas/sites de traduções.

1:24 PM  
Anonymous Nanael Soubaim said...

Traduções sempre confundem mais do que explicam. Certa feita um inglês, professor de inglês de um curso de um bairro nobre, perguntou "Como "larga do meu pé, chiclete?" Chiclete no téem mão!"

5:30 AM  
Blogger Edge said...

"tea with me!" - xa' comigo

"the boy is behind the door" - o boi ta berrando de dor

:-)

12:26 AM  
Blogger Hemeterio said...

Z;

A tradução tá perfeita, e a graça tá justamente aí. Sky of the mouth? Come on...

N;

Esse professor é muito tapado, ele deve estar "bêbado como um gambá", que traduzido da expressão drunk as a skank também não tem graça nem rima:-)

E;

Exato! Me lembro daquela aula de português fonético que tu deu pros holandeses: pow dooroh:-)

5:48 AM  
Blogger El hombre maíz said...

MAs aí, Far Side é bom demais. Fico lendo teu blog, do Bennet, do Drahmer e do Sieber há anos (tudo cartunista) e é impressionante o quanto demorei em encontrar alguma referência ao trabalho do Gary LArson.


Minha colaboração na tradução:

"Would you like some dessert?"

"Gostaria de sumir no deserto?"

10:42 PM  
Blogger Papa Smíscleo said...

Olá Hemetério,

Estou com o livro 'Plantados no chão' da jornalista Natália Viana ilustrado por você. Um trabalho essencial de jornalismo numa edição belíssima, parabéns pelas ilustrações. Sou amigo da autora e fiquei feliz ao saber da sua colaboração no livro. Ah... Quem sabe lembra de mim, nos vimos bastante em Encontros de estudante de arquitetura do século passado!
Grande abraço

7:44 AM  
Blogger Hemeterio said...

CDM,

o GL é uma das minhas referências pétreas, mas concordoi que é pouco divulgado. Outro mestre é, evidentemente, o Daniel Azulay. Como eu disse no post, esses caras talvez não saibam o poder que têm sobre jovens crânios!

Papa;

Caracas! Eu nunca vomitei em você não, né? Nos ENEAs eu estava quase o tempo todo bêbado ou tentando vender camisetas para poder arrecadar uma grana e voltar pra casa!

Quem bom falar contigo! Também gostei do livro PNC mas ainda não tenho um exemplar. Aqueles muquiranas da Conrad! Re re re.

Abraços, cara, tudo de bom!!!

8:09 AM  
Blogger Catengo said...

Tenho esse livro do Gary, e mais dois! hehe

12:13 PM  
Blogger Hemeterio said...

Catengo, somos raridades no mundo!

2:04 PM  
Blogger Inutilidades Públicas said...

hemeterio, cara, o meu far side está nas mesmas condições que o teu! parece até o mesmo exemplar! dá pra ver que as folhas estão caindo no teu também. Uma pena esse ter sido o único livro do Gary Larson que vi na minha vida.
abraço
daniel

7:50 PM  
Blogger Hemeterio said...

Daniel, vi que tem uma porrada de livros dele pra vender na Amazon. Assim queeu terminar de pagar as prestacoes da minha cremação eu vou comprar.

8:44 PM  
Blogger Pedro Obliziner said...

Quanto as expressões (em português mesmo) tinha alguma que já conhecia normalmente, outras que já ouvi minha vó falar (tipo 'dormir até o cu fazer bico'), mas outras não faço ideia do que significam. Agora, em inglês, a minha favorita foi fill the ass with doves hahaha

9:12 AM  

Postar um comentário

<< Home