terça-feira, janeiro 15, 2008

Outro desenho pra EDISCA. Maria da Penha nele!



Livre pensar é só pensar
Como dirá o Millôr


Eu tenho muito tempo livre: dirijo pra todo canto e pego muito ônibus. Mas é um erro achar que esse tempo, necessariamente, é usado para algo produtivo, como bolar uma noveleta. Na maioria das vezes, o cérebro fica preso num loop que envolve uma canção grudenta, pode reparar. E no restante do tempo, a visão é distraída por uma saia apertada, um decote bandeiroso ou um fusca estacionado na calçada, tão imundo que alguém escreveu "quem dera minha esposa fosse tão suja" no parabrisa.

Assim, de onde vêm as idéias? Sou partidário da assertiva que outorga apenas 10% do mérito de uma bela sacada à inspiração. O trabalho duro é que seria o responsável pelos 95% seguintes, e uma boa educação, sobretudo matemática, entraria com os 5% restantes. Este texto é um bom exemplo. Eu tinha uma vaga noção do que escrever. Na verdade, apenas a imagem de mim mesmo num busão, pensando na vida, estava formada. O resto teria que ser preenchido ao correr da pena, como os sulcos do arado numa campina.

Outro bom exemplo para descobrir de onde saem as sacadinhas é a criação de cartuns. Agora mesmo estou fazendo uma série deles, o que me obriga a pensar, repetidamente, sobre um só tema. Digamos que esse tema seja a criação de minhocas. A partir do mote, começo a pensar sobre algo potencialmente engraçado. Vejamos se a gente consegue bolar um cartum agora mesmo. Hum... minhocas. Digamos que uma minhoca gigante estivesse procurando humanos como iscas de pesca. Viu? Fraquinho, mas se eu precisasse entregar o desenho pro jornal daqui a uma hora, meu dia estaria salvo.

Se eu não me impusesse um tema e um prazo, essa idéia das minhocas nunca existira. Uma Idéia não nasce por geração espontânea. Se não evocada, trabalhada a fórceps e buril, ela estaria agora no Limbo Das Boas Intenções Que Nunca Vingaram - que é onde estão, inclusive, todos os pirralhos nascidos da solidão de Adão. Ou algo assim, me perdi do tema.

4 Comments:

Blogger Edge said...

é bem por ai mesmo. Edison foi quem falou:criatividade é 20% inspiração, 80% transpiração." ou algo assim.

mas aí Murphy veio e disse: 73% das estatísticas são inventadas.

10:51 PM  
Blogger Super Ego said...

Hahaha... Texto genial !

Já parou para pensar no processo Darwiniano que rola na evolução de uma idéia ? Aposto que inúmeras espécies de idéias nasceram, sofreram mutações, treparam, se extinguiram até o seu texto chegar em sua forma final.

Ta aí um passatempo interessante.. colecionar fósseis de idéias =P

10:48 PM  
Anonymous Anônimo said...

Um dos meus pouquíssimos desenhos é um cartun chamado "a beijoca da minhoca" em que duas minhocas, enfiadas cada uma em um buraco da mesma tomada, estão prestes a se beijar. Depois descobri que não sabia mesmo desenhar.
Grande abraço, H.
Quinho

8:42 AM  
Blogger Hemeterio said...

Grande Quinho! Que é isso, rapá! Qualquer desenho funciona, o que conta é a idéia. Um cartunista pode ser bem sucedido sem saber desenhar, mas um músico estará morto se não souber tocar. É por essas e outras que me safo nessa profissão:-)

3:20 AM  

Postar um comentário

<< Home