segunda-feira, agosto 11, 2008

Gênio da raça

Quem tem mais de 30 anos e morou em Fortaleza, na certa se lembra do Cais Bar. O velho Cais, há vinte passos do Oceano Atântico, era o arquétipo do bar perfeito. O próprio Cais mereceria não uma citação num post de um blog batido, mas um livro que ainda há de ser escrito. Pois bem, dentre as características do local, muitos concordarão que a principal delas era o painel do Válber Benevides.

O dito painel era uma pintura de mais ou menos 1,5m de altura por 5m de largura, e retratava dezenas de personagens da MPB. Estavam lá as caricaturas do Caetano, Gil, Gal, Fagner, Belchior, Vinicius, Luiz Melodia, Aracy de Almeida, Rita Lee, Adoniran Barbosa e muitos outros. O bom era que o painel ficava bem perto das mesas, pois o bar era pequeno. Lá pelas tantas, depois de muito goró na caveira, a gente via tudo se mexer. Eu via!

Havia na verdade, dois painéis. O outro era repintado ao sabor dos eventos. Quando da Copa de 94, o Valber desenhou o time tetracampeão, por exemplo. Nunca vou me esquecer do desenho do Dunga como homem-das-cavernas, segurando a Copa como se fosse uma clava: sensacional.

O Cais está entranhado na mente e no coração de milhares de pessoas da minha idade. Faz mais de 10 anos que não apareço lá, o local deteriorou-se rapidamente. Nem sei se o bar está de pé, nem sei se o painel existe. Nem sei se pelo chão, existem aqueles desenhos de corpos riscados pelos legistas. Bom, tudo tem um fim.

Eis que sou arrebatado aos anos oitenta!

Imagine a cena. Você está flanando por Paris e ao entrar num café para comer um cai-duro francês, veja decorando o ambiente um autêntico Monet. Você de imediato reconhece o estilo da pintura, e só por mera formalidade, confirma com o proprietário a autenticidade da obra. Orgulhoso, o dono do café diz que o quadro está há decadas na família, e que o bisavô dele comprarara a tela do então jovem pintor. Tesouro familiar e nacional!

Aconteceu a mesma coisa comigo: entrei numa livraria do Centro de Fortaleza e dei de cara com uma pintura inédita do Válber. Inédita pra mim, que nunca a vira antes. Olhem só que beleza!



Claramente, a pintura fora encomendada no mesmo estilo do painel do Cais. Ao invés de compositores e cantores, o novo painel retrata cientistas, escritores e artistas em geral. Duplicado, o Tom Jobim, que também aparece no painel do Cais, mais antigo.

Quem vocês puderam identificar? Sartre, Chaplin, Picasso, Newton, Beethoven, Fernando Pessoa, Einstein, Dali, Drummond, Patativa do Assaré, Balzac, Hawking, Orson Wells - no papel de Tycho Brahe, segundo a série Cosmos, aposto - Marx, Mozart, Guimarães Rosa e Shakespeare, todos orbitando um Sol sustentado por Galileu. Genial. Só não saquei o cara dos bongôs.

A livraria onde repousa a tela chama-se Arte e Ciência. Daí, obviamente, o pendor científico do tema. A livraria fica numa rua lá do Centro - não consigo decorar os nomes, mas fica entre a praça do BNB e a Igreja do Carmo, na Duque de Caxias. Se virem.

Ah, antes que me esqueça: o Válber está vivo e bem. Ele agora está fazendo esculturas, já tendo feito a estátua do reitor Martins Filho para a UFC e muitos outros trabalhos. Nas palavras do Mino, ele seria nosso Michelangelo. Ninguém me perguntou, mas atesto e dou fé.

14 Comments:

Blogger th. said...

Show.

O caba dos bongôs é o Feynman. Richard Feynman, Físico. É "O cara" da eletrodinâmica quântica. Mó excêntrico, mó divertido, mó didático, mó altas coisas.

3:46 PM  
Blogger Hemeterio said...

Cabra bom!!!! a melhor coisa do mundo é achar leitores mais espertos que os editores!!!

3:58 PM  
Anonymous Suderland said...

Genial H., genial!

Não era frequentador do Cais, na época era estudante li$o, mas sempre que passava por lá, parava em frente e ficava admirando os desenhos!

9:20 AM  
Anonymous Anônimo said...

Surpresa maior tive eu 5 anos atrás, que estava tranquilo caminhando na cidade de Macaé, interior do Rio de Janeiro, e encontro num bar (Ilhote Sul) o Painel do Cais Bar! Na hora até tremeram as pernas! Não estou com o link para as fotos aqui, mas acredito que colocando "Cais Bar" "painel" "macae" no flickr é capaz de encontra-las.

11:07 AM  
Blogger Hemeterio said...

Anônimo, grande dica! Aqui na Fortaleza, também tem outro no Don Bar, ao sopé do Shopping Del Paseo - o painel trata de espanhóis famosos, como Dali, Picasso e Alonso, da F1.

11:17 AM  
Anonymous Anônimo said...

hmm...

se não me engano, o parreira dava o cu pra algum dos jogadores...

6:12 PM  
Blogger Hemeterio said...

Caro e corajoso anônimo, sua informação a respeito dos hábitos altruísticos do Parreira foram absolutamente relevantes. Com tanta intimidade com o fato, só posso imaginar que você estava entre o Parreira e algum dos jogadores, acertei?

9:06 PM  
Anonymous Anônimo said...

Ops! Só para esclarecer: O anônimo "2" NÃO é o anônimo "1"!! O anônimo "1" não está preocupado com que uso cada um faz do seu monossílabo!

Ass. Anônimo 1

4:46 AM  
Anonymous Anônimo said...

Aqui está o Painel do Cais Bar em Macaé:

http://www.flickr.com/photos/13139986@N08/sets/72157602430959249

5:09 PM  
Anonymous Anônimo said...

Ops! Nao deu certo. Nao coube o endereco todo. Mas procurando por "Cais Bar" e Macae no flickr, da para encontrar.

5:11 PM  
Blogger Hemeterio said...

Anônimo legal, perfeito! O painel lembra muito o original do Cais, sem tantas logomarcas. Maldade! Obrigado pela busca, bicho!

5:27 PM  
Blogger th. said...

Anônimos são todos legais, oireH.

É tipo aquele ditado que prega que o viado é muito macho por fazer o que faz. Tem que ter muita coragem para não dar a cara a tapa.

Quero ser um viado anônimo quando crescer.

7:09 AM  
Blogger th. said...

Tá aí o tipo de piadinha que não vale a pena fazer...

Obs.: Brinquei, mas acho que todos os anônimos são legais sim.

7:09 AM  
Blogger Márcio Roger Braga said...

Grande Hemetério, demais a lembrança do painel do Cais. Eu era figurinha carimbada ali, acho que ia dia sim e dia sim. Saudades do cais, do painel, da cerveja quente, da caipirinha, do pedacinho do céu, de andar a pé até o Compasso e de vagar por aquelas ruazinhas sem preocupação alguma. Abração!

8:11 PM  

Postar um comentário

<< Home