segunda-feira, maio 18, 2009

Bacorinhos gripados

Agora eu sou um destituído digital. O computer de casa quebrou e a Internet no trabalho é toda bloqueda. Limaram inclusive o Twitter, até então minha única janela com o mundo, nas dez horas diárias que passo em Guantânamo. Sou um ilhéu sem pontes. E provavelmente, um ilhéu desempregado, se algum chefão ler isso. Ei, brincadeirinha, folks!

Droga! Bom, podia ser pior, eu poderia estar capinando o terreno, aí não ia mesmo ter essa moleza de Internet. Bah.

Bem, olhem isso. Mesmo com o risco de levar um tiro no focinho, ando com minha câmera obsoleta pra todo canto dessa cidade perigosa.



Peguei o flagrante num sinal de trânsito. Vou traduzir o analfabetês. O que o cara está dizendo é o seguinte: No Poder da Pílula. Por pílula eu entendo aquele coquetel alucinógeno que os caminhoneiros chamam de rebite. É, Jesus tem que estar 100% atento, talvez tenha que assumir o volante, dando uma de copiloto. Mas os palestinos do século I não sabiam dirigir e... ah, esquece.