domingo, novembro 21, 2010

Lazy fat man

Tô com preguiça, e as atualizações da viagem com fotos  estão no Twitter, ok? Hasta, povo!

http://twitter.com//hemeterio

quinta-feira, novembro 18, 2010

Noite estrelada en NYC

Quarto dia em NYC, e fui abordado pela segunda vez na rua - fato raro na cidade - por pessoas que pergunttavam se eu não estava com frio. Está fazendo quinze graus, come on, folks, isso não é frio. Frio estaria se houvesse oitenta centímetros de neve na rua. Está bem agradável, estou me cuidando com muito suco de laranja e fora isso tudo, é bom um pouco de friagem pra me fazer esquecer do meu mormaço natal - que dura o ano todo. Portanto, frio é que é bom. Mais fotos:
Esqueci o nome desse prédio. Eu sei, eu sei, "que arquiteto fuleiro", vocês podem pensar, mas eu mereço sim. Pois bem, eles preservaram a casca do prédio antigo e por cima, fizeram essa jóia estrutural. É um edifício super novo, ainda dos anos 2000, e um primor arquitetônico.
 Tentamos conseguir ingressos pra ver a gravação do Late Show do David Letterman. Deixamos nossos nomes na lista - que seria submetida a um sorteio - e não deu certo. Bom, mas aí passamos na Hello Deli que fica do lado e tiramos uma foto com o Rupert. Fica pra próxima, portanto. Olha a fachada:
Eu e o Júnior, meu irmão, ficamos na Rua 43, esquina com Broadway. O Metrô é um espetáculo de logística e tudo se torna muito perto e tal. Depois do Late Show, andamos um pouquinho  - poucas quadras - e estávamos no MOMA. O Museu mereceria um cartapácio de longas páginas de papo, mas aqui vai uma pequena amostra do que eles tem por la:
Além desse original do Andy, olha só esse outro. Quase deu vontade de cair de joelhos e dar graças:
A turma toda estava lá: Matisse, Cezane, Picasso, Monet, Seraut, Pollock... Tirei varias fotos tanto das obras quanto do MOMA em si, este outro espetáculo. Um apuro, é difícil não continuar sem derramar adjetivos de deslumbramento. Mas o que posso fazer? Um maututo na capital do Império, imagino um palestino do século I visitando Roma pela primeira vez. Imagino o diálogo dele com a esposa, ao voltar: Hannah, esses romanos têm água em casa que chega por um tal de aqueduto! Não falta inventar mais nada!"
Seguindo as preciosas dicas do Manual do Mão de Vaca, decolamos um passeio de Ferry Boat até Staten Island, DE GRAÇA. A Barca é liberada, e passamos ao largo da Estátua. O Passeio chatíssimo pra pegar turista custava 20 dólares por cabeça. Economizamos uma boa grana, e ainda tiramos fotos como essas:
É muito assunto, e o lobby do hotel onde eu escrevo nos pede pra sair pois a essa hora, é a migração diária das baratas. Nos vemos amanhã!!

quarta-feira, novembro 17, 2010

Live from NYC

Tô passando as férias em Nova York, é tanta coisa pra comentar que nem sei por onde começar. Bom, algumas fotos e umas legendas devem falar por si, vamos lá.
Ao fundo, é claro, o Empire State, desde 1933 o prédio mais alto da cidade - mas as Torres eram mais altas. A temperatura estava agradadilíssima, acho que em torno de quinze graus. Mas os newyorkers estavam todos empacotados, fico imaginando quando nevar, vão todos usar escafandros?
A loja da Apple na Quinta Avenida é a quintessência do que é ser chique. Um cubo de vidro estrutural, um cartão-postal tão icônico nessa categoria que só tem como contraponto a pirâmide do Louvre. Belo, chique, elegante, vai colocando aí seus sinônimos. Embaixo, uma loja amigável onde todo mundo se sente em casa. Onde compro ações da Apple, agora!

E o momento sacrossanto da visita a NYC. Uma passada no Memorial ao John no Central Park, em frente ao famigerado Dakota. Essa rosa estava lá quando chegamos, nem a ventania braba do outono tirou-a dali. NYC é uma cidade capaz de gerar beleza e estupidez na mesma intensidade, impossível não se revoltar com a morte de um gênio e um pacifista. Se vivo fosse, ele estaria, aos 70 anos,  jogando merda nos turistas que sem exagero, se amontoam o tempo todo na esquina da W72 com West Side. Eu não queria sair dali, olhem mais essas, por favor:

Vou tentar atualizar durante a viagem, e liberar algumas das literalmente centenas de fotos aos poucos. Té mais!

quarta-feira, novembro 10, 2010

Os 23

 

 Há pelo menos três anos, o Fernando começou uma tarefa ciclópica. Vinte e três artistas, que na sua opinião seriam os mais expressivos do Ceará, foram retratados em enormes telas. Tive a honra e a felicidade de ser convidado também, mais em virtude da nossa longa amizade que pelos meus gatafunhos, aposto. O fato é que cada pintor homenageado também teve a chance de intervir na obra com seu próprio trabalho, fazendo com que a futura exposição tenha o sugestivo nome de "Diálogos".

Vocês podem conferir nas fotos como ficou a pintura do Fernando e a minha. Como se não bastasse, a exposição também vai virar um livro luxuoso, provavelmente o mais bonito já impresso no Ceará. É sensacional fazer parte disso não? Pois hoje mesmo conclui minha participação com um desenho das minhas famigeradas catedrais. A exposição deve ocorrer ao longo de 2011, e sem dúvida vai ser o evento do ano nas artes plásticas. Só o que posso acrescentar é um muito obrigado ao Fernando pela lembrança. 

E quanto a todos vocês, nos vemos na exposição. Farei o possível para manter essa barba em pior estado até o ano que vem.

terça-feira, novembro 02, 2010

Mercator

Quase terminando um trabalho novo pro Ministério das Cidades. Aqui vai um cartum representando o geógrafo Mercator e sua tentativa de... ah, vê aí.