quinta-feira, outubro 22, 2015

Índigo blue, Índigo blusão...


Ringo Starr passou na Indigo Bookstore de Toronto, para o lançamento do seu livro Phothograph. Aproveitando que o baterista teria um show na cidade, ou vice-versa, sei lá, a livraria promoveu um evento que eu qualifico como uma oportunidade lifetime. Pelo menos pra mim. Quando qualquer um de nós terá outra chance de estar tao perto de um Beatle?

Então foi assim. Soube pelo Twitter que estavam vendendo ingressos para o evento. Pela módica quantida de CAD83, a gente teria direito ao livro propriamente dito e acesso à platéia. A livraria foi fechada por aproximadamente meia hora, tempo que tivemos para tirar todas as fotos possíveis.

Portanto no dia 20 de outubro, cheguei cedo e para minha surpresa, eu era o primeiro da fila. Ok, Ringo não e exatamente Jesus Cristo, mas poxa, dividiu um cortiço na Cananéia com o Nazareno. Pra mim ta ótimo. Como havia pouco espaço e poucas vagas, o evento foi meio que secreto. Foi muita sorte eu estar antenado com o Starr (sorry).

Consegui um lugar bem perto, e antecipadamente, elaborei um plano. Eu iria fazer uma caricatura do Ringo ao vivo, e entregar pra ele. Mas mudei de ideia, pois a entrevista com o músico teria apenas 15 minutos e seria complicado fazer o desenho, prestar atenção, tirar fotos e entregar o papel pra ele. Assim resolvi fazer logo a caricatura e esperarar a sorte sorrir pra entregar pra ele. Detalhe: o Ringo nao dá autografos, nem abraça malucos. Ele nao dá mole. O que é bem justificavel. E veja, não que ele seja sovina ou geste o deus da soberba em sua barba, mas cá pra nos: Ringo e Paul McCartney podem quase que literalmente fazer dinheiro em guardanapos. Fãs FDP vendem os autógrafos a preços absurdos na Internet. O que era pra ser uma recordação pessoal, virou uma industria, e os dois ficaram putos, com razao.

Então deixa eu contar: ele cobra caro por autógrafo, foto, abracinho com fã, etc. Parte do dinheiro vai pra caridade. Mas outra oarte, come on, ele merece. Houve umas quatro ou cinco pessoas - conheci uma delas - que lá no evento compraram essa "sessão íntima" com o Ringo, pela bela bagatela de CAD3.000. Em dólar de verdade da uns US$4,500. Em Reais dá uns R$800.000. Puxa, com CAD3.000 eu compraria toda a Província de Nunavut. Se bem que eu acho que valeu cada centavo. Dinheiro é pra isso, senão, qual o sentido?

Então resolvi fazer o desenho lá na hora, em pé mesmo, do jeito que pude - antes do Ringo chegar. Fiquei com o papelzinho na mão e...


...ele passa do meu lado!

Ele aceitou o desenho! Falei, - Ringo, a little gift for you! E ele aceitou! Rapidamente passou o papel pra assessora dele - essa loura da foto - e eu fiquei inenarravelmente contente. Disse THANK YOU pra ela depois. Ah, e toquei a jaqueta do Ringo. Portanto, virei santo. Posso interceder por vocês. Mandem oraçōes e grana, vou ver o que posso fazer.

Não publico o desenho aqui porque esta meio feinho, mas coloquei na minha conta do Twitter (@Hemeterio). Foi feito de coração, no calor do momento, e tem mais: todo mundo só quer TIRAR algo do Ringo, fui lá e OFERECI algo. Acho que isso contou pontos. Obviamente deixei no verso e-mail e tal. Vai que...

O cara é muito alto astral e gente fina. Na mesma semana fui ao show do Paul, então essa foi a semana Bealtles. Aliás, isso tudo foi um efeito colateral do Canada. Eu não contava que Toronto estaria na rota de eventos, show e exposiçōes. Achava que aqui era muito interiorzão pra isso. Mas já vi uma exposicao do Michelangelo, Rodin e Francis Bacon na AGO - Art Gallery of Ontario. O que dizer? Thanks, Canada. E obrigado Ringo, pela oportunidade.


Link de uma nota com algumas fotos.

http://www.newswire.ca/news-releases/ringo-starr-thrills-fans-at-indigo-in-toronto-534775281.html

E o videozinho que fiz la:

https://youtu.be/oNKJJlhSZLk

Se quiserem procurar mais no Google, usem please RINGO INDIGO TORONTO 2015 que vem muita coisa. Talvez eu ate apareca nas fotos.